A Consoada do Mendigo


O velho mendigo entrou no alpendre, encostou o pau à parede, arriou o alforge, sacudiu a neve, e só então reparou que a porta da capela estava apenas encostada. Ou fora esquecimento, ou alguma alma pecadora forçara a fechadura.
Vá lá! Do mal o menos. Em caso de necessidade, podia entrar e abrigar-se dentro. Assunto a resolver na ocasião devida... Para já, a fogueira que ia fazer tinha de ser cá fora.
Saiu, apanhou um braçado de urgueiras, voltou, e tentou acendê-las. Mas estavam verdes e húmidas, e o lume, depois dum clarão animador, apagou-se. Recomeçou três vezes, e três vezes o mesmo insucesso. Mau! Gastar os fósforos todos, é que não.
Num começo de angústia, porque o ar da montanha tolhia e começava a escurecer, lembrou-se de ir à sacristia ver se encontrava um bocado de papel.
Descobriu, realmente, um jornal a forrar um gavetão, e já mais sossegado, olhou o altar.
Quase invisível na penumbra, com o divino filho ao colo, a Mãe de Deus parecia sorrir-lhe.
— Boas Festas! — desejou-lhe então, a sorrir também.
Daí a pouco, envolvido pela negrura da noite, o coberto, não desfazendo, desafiava qualquer lareira afortunada. Só de se cheirar o naco de presunto que recebera em Carvas crescia água na boca; que mais faltava?
Enxuto e quente, o Garrinchas dispôs-se então a cear. Tirou a navalha do bolso, cortou um pedaço de broa e uma fatia de febra, e sentou-se. Mas antes da primeira bocada, a alma deu-lhe um rebate e, por descargo da consciência, ergueu-se e chegou-se à entrada da capela. O clarão do lume batia em cheio na talha dourada e enchia depois a casa toda.
— É servida?
A Santa pareceu sorrir-lhe outra vez, e o menino também.
E o Garrinchas diante daquele acolhimento cada vez mais cordial, não esteve com meias medidas: entrou, dirigiu-se ao altar, pegou na imagem e trouxe-a para junto da fogueira.
— Consoamos aqui os três — disse. — A Senhora faz de quem é; o pequeno a mesma coisa; e eu, embora indigno, faço de São José.

Miguel Torga
Novos Contos da Montanha

Kommentare

  1. Teresa, não tenho lido nada.
    Mas não posso deixar de desejar a si e a todos os seus:
    - Saúde;
    - Paz;
    - Alegrias.
    Todos os dias!

    Beijinhos.
    Fátima.

    AntwortenLöschen
  2. Um Feliz Natal também para si Teresa e para toda a família.
    E espero que as amizades em 2010 se renovem, algumas com mais força, força que se foi perdendo ao longo do tempo.
    Abraço forte
    Isabel

    AntwortenLöschen
  3. Emocionante! Lindo texto realmente. Feliz Natal e tudo mais em dobro dos teus lindos sonhos é o que te dejejo de coração. Beijo

    AntwortenLöschen
  4. Olá, amiga!

    Venho retribuir os votos de

    BOM NATAL.


    Beijinho

    AntwortenLöschen
  5. Venho agradecer as gentis palavras deixadas no meu blog.
    Quanto a esta Consoada do Mendigo, sabe, acho que a devíamos enviar aos políticos pulguentos que nos governam. Quer aos que estão no faz de conta que é governo, como aos que militam no faz de conta que é oposição.
    Uma vez mais, obrigado Teresa.
    Bom Natal,tudo de bom para si.
    Abraço

    AntwortenLöschen
  6. Tenho o livro foi reeditado este ano no projecto Ler+.
    Feliz Natal

    AntwortenLöschen
  7. Die Dächer sind Weiß, die Straßen beleuchtet, es duftet nach Glühwein. Und es ist kalt, sehr, sehr kalt, aber das Herz ist warm.

    Para si e para a sua família, votos de uma excelente quadra natalícia repleta de harmonia, amor e saúde, bem como uma boa entrada no ano 2010.

    Luís Costa

    AntwortenLöschen
  8. Passo a correr para retribuir
    os de esejos de um Santo e Feliz Natal.

    AntwortenLöschen
  9. Feliz Natal Teresa!
    Muita saúde, paz e Alegria que é o que é preciso!
    Boas Festas

    AntwortenLöschen
  10. Ola Teresa.

    Venho desejar um Santo e Feliz Natal, com muita saude e muita paz.

    Deixo um beijo e o meu sorriso.
    Bea

    AntwortenLöschen
  11. Um conto como só Miguel Torga sabia contar - felizmente o Vasco Graça Moura em boa hora reuniu em livro as melhores histórias sobre o Natal de autores portugueses. É claro que este livro vai fazer parte de muitos dos presentes que vou dar hoje à noite a familiares e amigos!

    Boas Festas e o maior beijinho daqui de um Portugal mais ou menos molhado (continua a chuva por aqui, mas o temporal parece que já lá vai!),

    Alexandre

    AntwortenLöschen
  12. Feliz Natal bem passado com quem amas são os desejos da LopesCa :)

    AntwortenLöschen
  13. Já pensou nos desejos para 2010?

    AntwortenLöschen
  14. Também é dos meus desejos principais todos os anos.

    AntwortenLöschen

Kommentar veröffentlichen