Scolari despedido do Chelsea por más exibições e falta de resultados

No Público
O técnico brasileiro Luiz Felipe Scolari, treinador do Chelsea e ex-seleccionador de Portugal, foi hoje despedido do comando técnico do clube londrino. A saída de Scolari, contratado no último defeso, foi confirmada num comunicado publicado no site dos "blues".
"Felipe trouxe muitas coisas positivas mas infelizmente os resultados e as performances da equipa parecem estar a deteriorar-se num momento crucial da época", justifica a direcção do Chelsea, informando que já está à procura de um substituto. Até lá, a equipa ficará entregue ao treinador-adjunto Ray Wilkins, que assume o comando técnico de forma interina.
"Sentimos que a mudança [de treinador] tinha de ser feita agora, para nos mantermos na luta pelos troféus e competições em que ainda estamos envolvidos", acrescenta o comunicado.
Sete meses e nove dias. Foi este o tempo de reinado de Scolari em Stamford Bridge. O anúncio da sua contratação surgiu no site do clube pertencente ao milionário russo Roman Abramovich a 11 de Junho de 2008. O brasileiro, que na altura liderava a selecção portuguesa que estava qualificada para a fase final do Campeonato da Europa de futebol, assumiu funções em Londres a 1 de Julho desse ano.
No último fim-de-semana, a equipa londrina empatou no seu estádio, com o Hull City, para a 25.ª jornada da Premier League. Um jogo sem golos ao qual o mandato de Scolari não resistiu. Na jornada precedente, perdera com o Liverpool, por 2-0.
Dois desaires que colocaram a equipa onde militam os portugueses Hilário, Deco, Bosingwa, Paulo Ferreira, Ricardo Carvalho e, desde o início de Fevereiro, também Ricardo Quaresma, no quarto lugar da classificação, a sete pontos de distância do líder, Manchester United (que soma, contudo, menos um jogo).
No total, com Scolari a comandar o banco, os "blues" somaram 14 vitórias, sete empates e quatro derrotas em 25 jornadas da Premier League. E em seis jogos da Liga dos Campeões, o Chelsea ganhou três, empatou dois e perdeu um (em Novembro, com a Roma, em Itália, derrota por 3-1), registo que permitiu a qualificação para a ronda seguinte, na qual defrontará os italianos da Juventus.
Considerando todas as competições, o treinador que levou o Brasil ao quinto título mundial em 2002 e que assumiu funções na selecção portuguesa em 2003 - onde se manteve até ao ano passado - comandou a equipa londrina em 40 jogos esta época (incluindo quatro da pré-temporada), dos quais venceu 23, empatou 12 e perdeu cinco. Um balanço ainda assim positivo, mas que não foi suficiente para o brasileiro se manter no lugar. O rendimento em campo da equipa e exibições pouco conseguidas eram, há muitas semanas, alvo da crítica dos adeptos. O divórcio consumou-se hoje.

Kommentare

  1. Boa Noite Teresa

    Já se previa que o Scolari não se aguentasse no Chelsea, mas eu não percebo nada do mundo do futebol.

    Beijinhos e até amanhã
    Isabel

    AntwortenLöschen
  2. Nao posso esquecer as alegrias e emoçoes que este treinador proporcionou aos jogadores portugueses.
    Há mares de sorte e azar, ele é bom treinador.

    Rita Machado

    AntwortenLöschen
  3. Uma pena não vir para cá.
    Gostava muito dele.
    Beijinhos

    AntwortenLöschen
  4. Foi o Björn que deu a notícia à Vanessa e ela deu-ma a mim. Fui logo ler os jornais portugueses para saber a verdade.
    Uma outra notícia diz que, o "brasileiro Luiz Felipe Scolari poderá receber cerca de 17 milhões de euros de indemnização do Chelsea, depois do clube inglês ter decidido dispensar o ex-seleccionador português de futebol, revela hoje a edição online do Daily Telegraph. De acordo com a publicação inglesa, a rescisão do técnico do brasileiro, que apenas cumpriu metade de uma época de um contrato de três temporadas, custará aos "blues" cerca de 15 milhões de libras. Ainda segundo o Daily Telegraph, a saída de Scolari poderá aumentar para 45 milhões de euros o dinheiro gasto pelo Chelsea em indemnizações a treinadores em dois anos, depois de, na época passada, ter despedido o português José Mourinho e o israelita Avram Grant. Luiz Felipe Scolari, que conduziu Portugal à final do Euro2004 e às meias-finais do Mundial2006, ingressou no Chelsea no Verão de 2008 e somou apenas 14 vitórias em 25 jogos da Liga inglesa. "Os resultados e o desempenho da equipa não foram os pretendidos e esta mudança pretende apenas deixar o Chelsea ainda com capacidade para lutar pelos troféus", diz uma nota publicada no site dos "blues". O clube inglês está actualmente na quarta posição do campeonato, com 49 pontos, menos sete que o líder Manchester United (menos um jogo). No mercado de Inverno, o Chelsea, que conta com os internacionais portugueses Bosingwa, Deco, Ricardo Carvalho, Paulo Ferreira e Hilário, contratou Ricardo Quaresma ao Inter de Milão, no "mercado" de Janeiro, por empréstimo. Até encontrar um novo treinador, o Chelsea será orientado pelo até então adjunto Ray Wilkins."
    Cerca de 17 milhões de euros de indemnização do Chelsea é muito dinheiro!!!
    Ai, meu Deus, porque não me fizeste treinador de futubol???!

    AntwortenLöschen
  5. Bom, isso das indemnizações não vou criticar. Burros são os que fazem esses contratos para treinadores como o Scolari.

    Eu não gosto do Scolari. É, e sempre foi, um treinador medíocre. Via-se que não conseguia construir nada. Tudo o conseguiu já tinha sido construído pelos clubes onde estavam os jogadores. Ele é um "treinador de bandeiras", e em Inglaterra isso é irrelevante. O português gosta mais dessas coisas.

    Não há alegria nem emoção que me faça esquecer a traição e a facada nas costas que ele nos deu em pleno Euro 2008. Anunciar a meio da competição a ida para o Chelsea mostra o quão interceiro ele é. Para mim, quanto mais longe de Portugal ele estiver, melhor.

    Bjs.

    AntwortenLöschen

Kommentar veröffentlichen