" Quando morrer, voltarei para buscar os instantes que não vivi junto do mar." Sophia de Mello Breyner Andresen


Kommentare

  1. Se não soubesse a autora desta frase, havia de jurar que tinha sido proferida pela mulher na foto!

    Diogo Hoffbauer

    AntwortenLöschen
  2. A mulher da foto nao é a autora desta frase, mas é a frase da vida dela. Há uma coisa, que une a Sophia e a Lulu, é o M A R !!!

    AntwortenLöschen
  3. Bom Dia Teresa

    Obrigada pelo lindo elogio, a Teresa é muito querida.

    O mar, as colunas de sal, o imaginário da Sophia, tal como a do primo Ruben A., centram-se numa linguagem que recua no tempo até à Grécia antiga, a natureza era para eles um Templo/tempo de inspiração objectiva, tanto que os poemas de Sophia de Mello Breyner têm a limpidez e o intangível do mar.


    Beijinhos
    Isabel

    AntwortenLöschen
  4. Poéticos momentos à beira-mar, suponho que no Verão passado, não? ;)

    AntwortenLöschen

Kommentar veröffentlichen