Há um tempo em que é preciso abandonar as roupas usadas...


Há um tempo em que é preciso abandonar as roupas usadas
Que já têm a forma do nosso corpo
E esquecer os caminhos que nos levam sempre aos mesmos lugares
É o tempo da travessia
E se não ousarmos fazê-la
Teremos ficado para sempre
À margem de nós mesmos

Fernando Pessoa

Kommentare

  1. fernando pessoa tem sempre um poema a mais que eu desconheço, eis um deles e mais uma vez concordo com ele.

    AntwortenLöschen
  2. E como é difícil abandonar essas roupas! É uma exigência que requer disciplina mental e desapego do estilo criado. Quando se encontra um estilo já nos condenámos à farpela usada.

    Bom Dia Teresa

    Dia de nevoeiro, mas eu acordei sem nevoeiros mentais, ontem vi um documentário de Julian Schnabel, fiquei curada por uns tempos, não há nada como voltar à casa paterna.

    Beijinhos
    Isabel

    AntwortenLöschen
  3. Então o que se passa Teresa? Uma pessoa tão optimista e diz que não está satisfeita? Sente-se cansada, é isso?

    Beijinhos com carinho
    isabel

    AntwortenLöschen
  4. Lá isso é verdade, também depende das roupas!!!!
    Mas Fernando Pessoa surpreende-nos sempre.
    Abraço

    AntwortenLöschen
  5. Olá ematejoca azul; Fernando Pessoa sempre vem em boa hora e com os mais variados formatos de nós mesmos, realmente é muito belo. Em tempo, gostaria de convidá-la a participar de meu Blog:
    http://porentreletras.blogspot.com/
    Abraços Literários
    Marcos Miorinni

    AntwortenLöschen

Kommentar veröffentlichen