Ofelia de dinamarca ~ Miguel de Unamuno


Ofelia de dinamarca
Rosa de nube de carne
Ofelia de Dinamarca,
tu mirada, sueñe o duerma,
es de Esfinge la mirada.
En el azul del abismo
de tus niñas - todo o nada,
“ser o no ser”-, ¿es espuma
o poso de vida tu alma?

No te vayas monja, espérame
cantando viejas baladas,
suéñame mientras te sueño,
brízame la hora que falta.
Y si los sueños se esfuman
- “el resto es silencio” -, almohada
hazme de tus muslos, virgen

Kommentare

  1. Maravilhosa esta imagem, embora triste.
    As cores estão muito bem conjugadas.
    Bom Dia!!!!

    AntwortenLöschen
  2. Sabia Teresa, que se fosse milionaria, este seria um dos unicos quadros que eu teria todo o gosto em comprar.

    Rita

    AntwortenLöschen
  3. Olá Teresa
    Finalmente aprendi como seguir os prémios Dardo. Se quiseres passar pelo meu cantinho, está lá o meu agradecimento.
    Beijo

    AntwortenLöschen
  4. Olá Teresa

    Cá está a Ofélia, a pobre menina que sucumbiu à cegueira do seu Príncipe. Um dia hei-de contar-lhe a razão de ter colocado a minha foto nesta posição, foi a última prenda para o grande amor da minha vida, a quem, em silêncio, não deixarei de amar. Sou uma romântica empedernida.
    Por um acaso, ou talvez não , tenho um ensaio sobre Christina Rossetti e os Pré- Rafaelitas.
    Encontra-se, igualmente, em www.isabel-monteverde.com

    Um beijo
    Isabel

    AntwortenLöschen

Kommentar veröffentlichen